Dependência Química – Doença Mental II

Tratamento Não é fácil se recuperar, é bem mais difícil do que apenas tomar remédio. O tratamento não é comum como o de outras doenças. O remédio para esta doença na sua maioria das vezes entra pelo ouvir, processar e mudar. Não há outra saída. Como mudar é muito difícil, a maioria desiste pelo caminho. É mais fácil, muito mais fácil voltar a usar drogas e esquecer de tudo por algumas horas, alguns dias. Quando passar o efeito eu me drogo de novo.

Imagine você esta com uma dor de garganta que te prejudica, aí você vai ao médico e ele lhe diz: “bem você esta com uma doença incurável, progressiva e fatal. Para o seu tratamento não existe um medicamento específico. Você precisa mudar toda sua maneira de viver. Precisa trocar de amigos, precisa frequentar outros lugares, precisa participar de reuniões de auto ajuda, precisa admitir que sozinho não irá conseguir, precisa fazer psicoterapia, precisa ter um despertar espiritual, entregar sua vida a Deus, precisa ligar quase todos os dias para novas pessoas e falar de seus sentimentos, e possivelmente também mudar de emprego.” Isto soaria normal para você? Você aceitaria e seguiria tudo a risca? Ou você questionaria, diria que é mentira, que pode ser que isso funcione para outros, mas não para você. Procuraria outro médico. Procuraria todo o tipo de tratamento alternativo desde centros espíritas, videntes, adivinhações, religiões, vacinas milagrosas. Aposto que tentaria adaptar as orientações dos médicos, fazer do seu jeito. Isso é o mais provável. E é exatamente isso que acontece com a maioria dos dependentes, eles não querem aceitar que acabou, que não existe alternativa ou mudam completamente a sua maneira de viver ou irão perecer nas garras da doença.

Próximo Anterior

Sem Comentários

  • Os comentários desta página são submetidos a análise antes de qualquer publicação. Faça um comentário usando o formulário abaixo.

Deixe um Comentário